domingo, 8 de junho de 2014

Tarde de domingo

Estou cansada, já nem tenho mais lágrimas para chorar. As esperanças e sonhos de viver uma linda história de amor, um conto de fadas, já não existem; só vejo à minha frente a difícil realidade de uma vida solitária. Meu coração já está tão ferido, pra que feri-lo mais? Me deixe sofrer em silêncio, assim meu coração irá se curar sozinho, como deve ser.

Não preciso que bagunce minha vida, eu posso fazer isso sozinha, e não diga que quer fazer parte da minha história se não tem certeza de que é isso que de fato quer. Você usa minhas vulnerabilidades para me atingir, porque você as conhece como ninguém e isso é pura covardia, ninguém tem o poder de me deixar tão impotente, isso é apenas uma constatação de que ainda te amo, apesar de achar que você não mereça esse amor.

Sabe?!? Não busco um grande amor ou uma história digna de romances, só queria estar vivendo uma vida simples ao lado de uma pessoa que quisesse estar exatamente ali, junto a mim. Só quero ter com quem contar, pra quem recorrer nos momentos de incertezas, alguém com quem eu possa sonhar e idealizar uma vida melhor.

Acho que isso não tem mistérios, nem maiores dificuldades, mas você insiste em pôr um mundo de prioridades à frente de nossa felicidade. Por favor, vá embora! Vá viver sua vida cheia de incertezas com quem esteja disposto a isso, só quero poder voltar a sorrir.

Vou fechar os meus olhos e tentar, pelo menos em meus sonhos, viver essa minha idealização, e que amanhã, ao acordar, pelo menos o sol volte a brilhar pra mim.

Por Priscila Messias
Postar um comentário