domingo, 14 de julho de 2013

O tempo

"O tempo é algo que não volta atrás. Por isso plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores" (William Shakespeare)¹

Desde muito pequena, ouço frases a respeito do tempo como: "o tempo cura tudo", "dê tempo ao tempo" e "o tempo nos transforma em pessoas melhores". Mas, enquanto não vivenciamos situações em que recorremos ao tempo, não damos a importância devida a essas verdades que passam de geração em geração.

Comparo o tempo a uma brisa que às vezes nem percebemos que passa por nós, mas, que em momentos de calor nos refresca e em outros de frio nos traz calafrios, ou seja, somente quando a sentimos fisicamente é que nos tocamos de sua existência. Da mesma forma lidamos com o tempo, ele passa por todos nós e só nos damos conta de seus efeitos quando nosso corpo, mente e coração sente sua ação.

O tempo vem e vai, nos forçando a fazer trocas que podem ser de curto, médio e longo prazo. Para ser mais clara nessa constatação, pensemos, quem já não ouviu essa frase: "se eu tivesse sua idade e minha mente de hoje..."? Esse tipo de afirmação apenas prova que o tempo não nos oferece nada sem nos cobrar algo em troca. Talvez, se tivéssemos os conhecimentos da maturidade enquanto jovens, muitas experiências não seriam vividas e a vida não teria o mesmo sabor dos erros e acertos, das descobertas e decepções.

Na negociação com o tempo, se formos bons mercadores, teremos a oportunidade de receber algo melhor na troca do que temos a oferecer. Ele sempre exige de nós algo, que às vezes não queríamos que ele levasse, mas que é necessário que se vá para que recebamos aquilo que de fato temos necessidade. Para exemplificar o que estou afirmando, observemos algumas das trocas que fazemos, sem ao menos perceber: o tempo nos traz a juventude em troca do descomprometimento da infância, nos traz conquistas em troca de esforços, nos traz o amor em troca da liberdade, nos traz a família em troca de renúncias, a sabedoria em troca da juventude, a maturidade em troca da beleza jovial, amizades em troca de fidelidade, enfim, a vida toda vivemos numa troca sem fim com o tempo. Mas, para que consigamos fazer bons negócios com ele é preciso ter cuidado e sobriedade, pois caso contrário, poderemos ficar no prejuízo até sua próxima oferta.

Então...o que seria o tempo se não um velho parceiro da humanidade que vem e que vai levando e trazendo nossa história? Sejamos então cuidadosos e aprendamos a negociar e deixar que nosso amigo haja de forma a tornar a nossa história espetacular!

Bjos a tod@s
Por Priscila Messias
_______________________________________
¹http://pensador.uol.com.br/poemas_sobre_o_tempo/
Postar um comentário